fbpx

TDAH na Universidade – Como Ter um Bom Desempenho Acadêmico, Apesar do Transtorno

TDAH na Terceira Idade
TDAH na Terceira Idade – Saiba Mais
16 de agosto de 2019
Como Lidar com o TDAH
Saiba Como Lidar com o TDAH
13 de setembro de 2019
Mostrar Todos

TDAH na Universidade – Como Ter um Bom Desempenho Acadêmico, Apesar do Transtorno

TDAH na Universidade

TDAH na Universidade! A vida de uma pessoa portadora de déficit de atenção e hiperatividade pode parecer mais complicada em diversos aspectos e com certeza a área acadêmica é uma delas. No entanto, portar TDAH não significa a incapacidade de aprender, apenas significa que existe a necessidade de se habilitar a diferentes técnicas de aprendizagem. Continue lendo este artigo para entender mais sobre esse tema.

TDAH na Universidade – Porque TDAH Atrapalha no Âmbito Acadêmico

Para alguns, pode parecer óbvio que todas as pessoas enfrentam certo tipo de dificuldade para estudar, e isso é verdade. Porém pessoas com TDAH passam por estágios ainda mais desafiadores, pois diferente das pessoas não portadoras da condição, a dificuldade não é meramente por situações corriqueiras da vida, cansaço, ou falta de afinidade a certos temas, mas sim a questões neurobiológicas.

Algumas delas são:

  • Dificuldade em manter atenção/foco;
  • Questões conflituosas relacionadas a paciência;
  • Capacidade de organização menor;
  • O sintoma da distração se intensifica ao realizar tarefas maçantes ou muito rígidas;
  • Procrastinação – problema pertinente e frequente em portadores de TDAH.

Esses fatores são apenas alguns dos motivos pelos quais o progresso acadêmico pode se mostrar como algo tão trabalhoso e até mesmo inalcançável. Mas se acalme, ainda há esperanças de solucionar essa questão.
Felizmente, existem técnicas e diferentes meios para contornar as dificuldades que a pessoa com o transtorno vivencia. O primeiro passo para alcançar o sucesso é identificar quais são esses elementos e como estão ocorrendo, para então solucionar cada um por vez.

TDAH na Universidade – Estratégias para Facilitar o Desenvolvimento Acadêmico

Ajuste suas Expectativas

É completamente normal que nós humanos fiquemos entusiasmados com a possibilidade de avançar e resolver nossas dificuldades. Isso pode fazer com que acabemos metendo os pés pelas mãos, colocando expectativas irrealistas que somente resultarão em frustração pessoais e vontade de desistir.

Pessoas com TDAH já são naturalmente mais ansiosas. E nutrir expectativas irreais pode exacerbar este quadro, piorando ainda mais o seu desempenho.

Por isso, faça sua prioridade apreciar até mesmo as pequenas vitórias, pois até quando o progresso é lento, o mais importante é que ele aconteça.

Aprenda a se Planejar, e a Replanejar se Necessário

Um dos principais fatores prejudiciais dos estudos é a falta de organização, isto é, não saber o que é necessário fazer para as aulas futuras e/ou não ter ideia de como administrar todas as tarefas a tempo e com qualidade. Por isso é fundamental que o portador de TDAH adquira uma maneira de se organizar, testando as inúmeras possibilidades que temos à nossa disposição atualmente. Exemplos são papel e caneta em agendas, aplicativos de celular especializados para isso, e até calendários personalizados para organização dos estudos (os planners).

Neste artigo, fornecemos mais informações sobre como estabelecer uma rotina favorável para pessoas com TDAH.

Dê Preferência a Espaços Tranquilos

Já que um dos mais frequentes sintomas do TDAH é a distração, procure o melhor espaço para prevenir que isso aconteça. O ambiente ideal pode variar de pessoa para pessoa, mas boas opções podem ser bibliotecas, parques, escritórios e até mesmo seu quarto, mas tenha certeza de retirar possíveis distrações dele.

Pegue Leve nas Cobranças

Se cobrar é importante para o progresso. Mas não exagere, pois cobranças demais podem resultar em mais estresse, o que consequentemente pode piorar os sintomas do TDAH. Por isso, lembre-se sempre de também se recompensar por metas alcançadas para que o processo não se torne algo exaustivo e preocupante.

E antes de tudo, procure um profissional da área para te aconselhar sobre as técnicas e abordagens personalizadas para o seu caso. O médico neurologista especialista em TDAH pode ajudar a otimizar sua rotina de estudos, aumentando as chances de sucesso. Conviver com o TDAH na Universidade será muito mais fácil com sua ajuda!

Referência:

Repercussões do Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) na Experiência Universitária. Psicologia: Ciência e Profissão

Dr Daniel Azevedo

Dr Daniel Azevedo em Neurologista SP
Neurologista membro titular da Academia Brasileira de Neurologia e pós-graduando do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo, no Laboratório de Neurossonologia do Hospital das Clínicas. Possui título de especialista em neurossonologia concedido pela World Federation of Neurology e pela Academia Brasileira de Neurologia. Atua principalmente nos seguintes temas: doenças cerebrovasculares, hemodinâmica encefálica e neurointensivismo
Dr Daniel Azevedo
Compartilhe