Síndrome do Pensamento Acelerado e TDAH – Diagnóstico Diferencial

Anticoagulantes na Prevenção do AVC
Uso de Anticoagulantes na Prevenção do AVC
22 de novembro de 2019
Diferentes Tipos de TDAH
Diferentes Tipos de TDAH: Aprenda a Identificar
6 de dezembro de 2019

Síndrome do Pensamento Acelerado e TDAH. A síndrome do pensamento acelerado caracteriza-se por uma grande dificuldade pessoal em relaxar a mente, acalmar e organizar os pensamentos, e uma busca incessante de informações e estímulos.

O excesso de informações, decorrente principalmente do ritmo acelerado dos grandes centros urbanos, satura o córtex cerebral do paciente, produzindo uma mente hiperpensante, agitada, impaciente, com bloqueio criativo e baixo nível de tolerância.

A síndrome possui certa semelhança com o TDAH, ou Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, continue lendo este artigo para saber o porquê, e ampliar seus conhecimentos sobre a Síndrome do Pensamento Acelerado.

Síndrome do Pensamento Acelerado e TDAH – Semelhanças e Diferenças

Síndrome do Pensamento Acelerado

Segundo os especialistas em neurologia, a síndrome do pensamento acelerado não trata-se de uma doença, e sim de um sintoma associado a um quadro de ansiedade.

Os principais alvos da condição são pessoas que têm suas tarefas profissionais constantemente avaliadas e um ritmo muito acelerado de trabalho, sem poder parar um segundo sequer para evitar o comprometimento do trabalho, tais como: executivos, professores, profissionais da saúde, jornalistas, entre tantos outros profissionais.

O ritmo alucinante das grandes cidades gera uma sobrecarga de informações e obrigações que afetam a saúde mental de qualquer um. Observa-se, inclusive, que além da síndrome do pensamento acelerado, os quadros de depressão, estresse, síndrome do pânico e nomofobia (medo de ficar sem celular) também sofreram uma elevação nas últimas décadas.

Todo o cansaço mental proveniente da aceleração constante da mente se converte em cansaço físico também, uma vez que há necessidade de o córtex cerebral “tomar para si” a energia que deveria ser direcionada a outros músculos e órgãos do corpo.

As semelhanças da SPA com TDAH

As semelhanças do TDAH com a síndrome do pensamento acelerado são muitas, já que o sintoma mais característico do TDAH é a inquietação e consequentemente os pensamentos frenéticos que isso causa. As pessoas que sofrem da síndrome do pensamento acelerado comumente relatam a sensação de que as 24 horas do dia não são suficientes para concluir todas as suas tarefas. Como se é possível notar, esse fator pode causar certa confusão, já que esse sintoma pode ser uma síndrome só, exatamente a Síndrome do Pensamento Acelerado.

Por causa disso, o processo do diagnóstico em si pode ser mais difícil. Os sintomas em comum das duas condições são:

  • Ansiedade;
  • Dificuldade para acalmar e organizar os pensamentos;
  • Dificuldade para desacelerar, relaxar;
  • Déficit de atenção;
  • Dificuldade de concentração;
  • Esgotamento ou cansaço físico e mental;

Para poder filtrar as diferenças, é importante saber a diferença entre as duas condições, como os sintomas adicionais diferentes. É importante conhecer os Principais Sintomas do TDAH em Adultos e quais são os outros sintomas comuns provocados pela SPA, que são:

  • Cansaço ao acordar;
  • Sofrimento por antecipação;
  • Pensamentos distorcidos;
  • Apreensão persistente;
  • Irritabilidade;
  • Prejuízos à memória;
  • Alterações no sono;
  • Instabilidade no humor;
  • Dores musculares;
  • Dores de cabeça;
  • Excesso de estímulos visuais e sonoros

Síndrome do Pensamento Acelerado e TDAH – Causas Principais

É exatamente nesse tópico que a diferença entre a Síndrome do pensamento acelerado e o TDAH torna-se evidente. A causa do TDAH é genética, e esta causa intensos sintomas de ansiedade e por consequência inquietação e agitação. É comum também que essas singularizações da condição apareçam no início da vida, ou seja, na infância, e ainda a existência de um histórico familiar com presença da patologia.

Na SPA, os sintomas de inquietação aumentam de forma gradativa ao longo dos anos, o que significa a possibilidade de uma diferença realmente intensa aos olhos de parentes e pessoas do convívio apenas mais tarde.

Uma das principais causas da síndrome do pensamento acelerado é a nossa exposição diária ao excesso de informação, aliada à sociedade de excessos: o excesso de estímulos (uso de celulares e tecnologias, redes sociais, rapidez de informação), excesso de brinquedos, etc.

A ansiedade devido à pressão escolar ou profissional também é uma das causas da síndrome.

A tecnologia é uma ferramenta que favorece muito o aumento dos casos de síndrome do pensamento acelerado: os estímulos e excesso de informações crescem cada vez mais à medida que os aparelhos de televisão, computadores e videogames se popularizam.

As redes sociais, por exemplo, são responsáveis por muitos quadros de ansiedade, devido ao hábito das pessoas de passarem o tempo todo checando suas notificações e mensagens. Além disso, dentro de um curto período navegando na rede social, o indivíduo absorve uma quantidade absurda de textos e imagens, fator que gera cansaço e esgotamento mental.

Conheça as outras Comorbidades entre Distúrbios Psiquiátricos e TDAH.

Síndrome do Pensamento Acelerado e TDAH – Tratamento

O tratamento básico da síndrome consiste em controlar os sintomas de estresse e ansiedade do paciente, e estimulá-lo a permanecer mais tempo no presente, vivenciando de fato o presente; afinal, todos nós dedicamos muitos dos nossos pensamentos e preocupações a um tempo que ainda nem mesmo chegou.

A diferença no tratamento de TDAH, é que a síndrome possui muito mais sintomas, o que quer dizer que o tratamento de TDAH não tratará esse sintoma de maneira singular e sim generalizado, de maneira a amenizar ou cessar todas ou pelo menos a maioria dos sintomas. Veja mais informações sobre os Diferentes Aspectos do Tratamento do TDAH.

Referência: BMC Psychiatry

Artigo Publicado em: 13 de abril de 2018 e Atualizado em 29 de novembro de 2019

Dr Daniel Azevedo

Dr Daniel Azevedo em Neurologista SP
Neurologista membro titular da Academia Brasileira de Neurologia e pós-graduando do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo, no Laboratório de Neurossonologia do Hospital das Clínicas. Possui título de especialista em neurossonologia concedido pela World Federation of Neurology e pela Academia Brasileira de Neurologia. Atua principalmente nos seguintes temas: doenças cerebrovasculares, hemodinâmica encefálica e neurointensivismo
Dr Daniel Azevedo
Compartilhe