Trombose Cerebral
O que é Trombose Cerebral? Como Evitar?
20 de setembro de 2019
Mini AVC
O que é o Mini AVC?
25 de outubro de 2019

O Que é AVC? O acidente vascular cerebral é responsável, atualmente, por mais mortes que a AIDS, tuberculose e malária juntas, sendo a primeira causa de morte no Brasil. Mas você sabe o que é AVC e como prevenir um AVC? Continue lendo o artigo para conhecer mais informações sobre este assunto.

O Que é AVC – Saiba Mais

O AVC é a condição que mais causa mortes na população brasileira, e também a que mais resulta em incapacidades mundialmente.

Popularmente conhecido como derrame, o Acidente Vascular Cerebral é uma disfunção neurológica resultante da interrupção do abastecimento de sangue no encéfalo. É quando o suprimento de sangue para parte do cérebro é interrompido ou reduzido, privando o tecido cerebral de oxigênio e nutrientes, ou quando um vaso é rompido e causa um sangramento no cérebro. Em questão de minutos, as células cerebrais começam a morrer.

O que é AVC – Sintomas

Os sintomas do AVC muitas vezes começam de repente. Os sinais mais frequentes podem ser lembrados como “FFF”: perda de Força em um lado do corpo, dificuldade em Falar e desvio da Face. Ao perceber um ou mais desses sintomas em si mesmo ou em outra pessoa, chame imediatamente socorro médico. Esses sintomas em mais detalhes são descritos:

  • Problemas com fala e compreensão – Confusão; Palavras embaralhadas ou dificuldades em compreender a fala de outras pessoas;
  • Paralisia ou dormência da face, braço ou perna – O paciente pode desenvolver dormência repentina, fraqueza ou paralisia no rosto, braço ou perna. Isso geralmente acontece apenas em um lado do seu corpo. Um teste recomendado é tentar levantar os dois braços sobre a cabeça ao mesmo tempo, se um braço começar a cair involuntariamente, pode ser sinal de AVC. Além disso, um lado da boca pode cair quando o paciente tenta sorrir.
  • Problemas para ver em um ou nos dois olhos – De repente, você pode ter a visão embaçada em um ou ambos os olhos ou experimentar visão dupla
  • Dor de cabeça – Geralmente de forma súbita e intensa, às vezes acompanhada de vômito, tontura ou consciência alterada.
  • Problemas para caminhar – O paciente pode tropeçar ou sentir tonturas repentinas, perda de equilíbrio ou perda de coordenação.

O que é AVC – Fatores de Risco

Existem muitos fatores que aumentam o risco de desenvolver um AVC. É importante se informar a respeito deles já que alguns são tratáveis, de forma a prevenir a ocorrência de um AVC. Alguns destes fatores também podem aumentar suas chances de ter um ataque cardíaco. Os fatores de risco de AVC potencialmente tratáveis ​​incluem:

  • Fatores de Risco Referentes a Estilo de Vida:
    • Estar acima do peso;
    • Sedentarismo;
    • Beber de maneira excessiva;
    • Uso de drogas ilícitas, como cocaína e metanfetaminas;
  • Fatores de Risco Médicos
    • Pressão alta – superior a 120/80 milímetros de mercúrio (mm Hg)
    • Tabagismo ou exposição ao fumo passivo;
    • Colesterol alto
    • Diabetes;
    • Apneia obstrutiva do sono;
    • Doença cardiovascular, incluindo insuficiência cardíaca, defeitos cardíacos, infecção cardíaca ou ritmo cardíaco anormal;
    • Cirrose Hepática;
    • Histórico pessoal ou familiar de acidente vascular cerebral, ataque cardíaco ou ataque isquêmico transitório.

Outros fatores associados a um maior risco de acidente vascular cerebral incluem:

  • Idade – Pessoas com 55 anos ou mais têm um risco maior do que as pessoas mais jovens.
  • Raça – Pessoas negras têm um risco maior de derrame do que as pessoas de outras raças.
  • Sexo – os homens têm um risco maior. As mulheres geralmente são mais velhas quando têm AVC e têm maior probabilidade de morrer de AVC do que os homens.
  • Hormônios – uso de pílulas anticoncepcionais ou terapias hormonais que incluem estrogênio, assim como níveis aumentados de estrogênio na gravidez e no parto.

Como Proceder Nessa Situação

Quanto mais rapidamente o paciente for atendido, maiores as chances de sobrevivência e recuperação. Os danos cerebrais causados pelo AVC vão depender da região do cérebro que for afetada pela interrupção do fluxo sanguíneo. No entanto, quando o AVC é tratado de maneira rápida e adequada, a probabilidade de o paciente não ter nenhuma sequela é grande.

Por este motivo, é tão importante prevenir a ocorrência do acidente vascular cerebral. Veja neste vídeos os principais fatores de risco e como prevenir o problema:

Referência: American Heart Association

Artigo Publicado em: 29 de outubro de 2017 e Atualizado em: 04 de outubro de 2019

Dr Daniel Azevedo

Dr Daniel Azevedo em Neurologista SP
Neurologista membro titular da Academia Brasileira de Neurologia e pós-graduando do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo, no Laboratório de Neurossonologia do Hospital das Clínicas. Possui título de especialista em neurossonologia concedido pela World Federation of Neurology e pela Academia Brasileira de Neurologia. Atua principalmente nos seguintes temas: doenças cerebrovasculares, hemodinâmica encefálica e neurointensivismo
Dr Daniel Azevedo
Compartilhe