ultrassom transcraniano
Aplicações do Doppler Transcraniano
11 de abril de 2017
Saiba Mais Sobre a Doença Hipertensiva da Gravidez
25 de maio de 2017
Mostrar Todos

Doppler Transcraniano – Você Conhece este Exame?

ultrassom transcraniano

Também conhecido como Ultrassom transcraniano, o Doppler transcraniano é um exame não invasivo e indolor ao paciente. Este método diagnóstico é baseado no sistema de ultrassonografia, que consiste na transmissão pulsada de ondas de ultrassom, com baixa frequência, para a região alvo do exame. O sinal refletido pelos diversos tipos de tecidos corporais é detectado pelo aparelho, que define o seu nível de ecogenicidade.

As ondas emitidas durante a ultrassonografia, ao contrário do que a comunidade científica acreditava até o fim da década de 1980, possui a capacidade de percorrer o crânio íntegro. Dessa forma, o exame passou a ser realizado também para avaliar a circulação sanguínea dos vasos intracranianos.

Como o Doppler Transcraniano é Realizado

Com o paciente deitado em uma maca, aplica-se um gel nas têmporas, acima dos olhos e na região posterior do pescoço. Em seguida, o médico irá passar por essa região o aparelho de ultrassom. Além de verificar como está a circulação sanguínea intracraniana, é possível identificar algumas alterações degenerativas.

Em pessoas com janela acústica temporal adequada, o exame permite a visualização de estruturas encefálicas, principalmente o mesencéfalo, núcleos da base, tálamos e segmentos do sistema ventricular.  O doppler transcraniano também pode ser realizado à beira do leito, não acrescentando nenhum risco ao paciente acamado. Como grande parte dos pacientes internados possui dificuldade para se locomover, isto é uma grande vantagem.

Conheça as Aplicações do Doppler Transcraniano

Situações em que o Exame é Indicado

O exame é indicado nos casos em que é necessária uma verificação da estrutura vascular cerebral. Por exemplo: suspeita de estreitamento ou oclusões das artérias basais do encéfalo; e suspeita de hipertensão intracraniana e de morte encefálica. Situações de tontura, vertigem, síncope, doença vascular cerebral, e outras patologias também podem ser identificadas com este método.

Totalmente indolor e não invasivo, o exame pode ser repetido várias vezes, sem nenhum risco ao paciente, mesmo se ele estiver com febre ou dormindo.

É recomendado que lentes de contato, brincos e acessórios metálicos sejam retirados antes do exame.

Procurando Exame de Doppler Transcraniano, clique aqui.

Doppler Transcraniano – Você Conhece este Exame?
5 (100%) 132 votos
Dr Daniel Azevedo

Dr Daniel Azevedo

Neurologista membro titular da Academia Brasileira de Neurologia e pós-graduando do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo, no Laboratório de Neurossonologia do Hospital das Clínicas. Possui título de especialista em neurossonologia concedido pela World Federation of Neurology e pela Academia Brasileira de Neurologia. Atua principalmente nos seguintes temas: doenças cerebrovasculares, hemodinâmica encefálica e neurointensivismo
Dr Daniel Azevedo