fbpx
conheca-sintomas-do-tdah-em-adultos
Sintomas do TDAH em Adultos
17 de maio de 2019
tratamento-do-tdah
Conheça os Diferentes Aspectos do Tratamento do TDAH
31 de maio de 2019
Compartilhe

O AVC, ou acidente vascular cerebral, é um termo clínico que descreve uma perda súbita da função neurológica que persiste por mais de 24 horas, causada por uma interrupção no suprimento de sangue para o cérebro. O AVC é a terceira maior causa de morte no mundo, com considerável incapacidade entre os sobreviventes.

O papel do Doppler transcraniano no AVC consiste em fornecer medições de velocidade do fluxo sanguíneo nos vasos cerebrais, que são usadas para classificar o nível de estreitamento desses vasos. Continue a leitura e saiba mais sobre a importância deste exame.

O Doppler Transcraniano no AVC

As causas do AVC são variadas, mas podem ser classificadas em eventos isquêmicos ou hemorrágicos. Aproximadamente 80-87% dos acidentes vasculares cerebrais são de origem isquêmica, devido a oclusão vascular cerebral trombótica ou embólica. Os eventos hemorrágicos constituem a maioria do restante dos acidentes vasculares encefálicos, com um número menor devido à hemorragia subaracnoidea de um aneurisma cerebral.

Além disso, 20 a 40% dos pacientes com AVC isquêmico podem desenvolver transformação hemorrágica dentro de uma semana após o evento. A diferenciação entre esses tipos de acidente vascular cerebral é uma parte essencial do tratamento inicial desses pacientes.

A neuroimagem desempenha um papel vital na investigação do AVC agudo, fornecendo informações essenciais para a triagem precisa dos pacientes, agilizando a tomada de decisão clínica em relação ao tratamento e melhorando os resultados em pacientes com AVC. O diagnóstico rápido e preciso é crucial.

Mudanças na textura e no volume de placas de ateroma têm mostrado ser um forte preditor de eventos vasculares. Em pacientes de alto risco, as medidas de placa na ultrassonografia devem ser consideradas para predizer o risco de um acidente vascular cerebral.

O Papel do Doppler Transcraniano no AVC

O Doppler transcraniano avalia a velocidade do fluxo sanguíneo cerebral e detecta a presença de coágulos sanguíneos em pacientes que sofrem de isquemia cerebral. A presença destes coágulos na estenose da artéria carótida estão associados a um risco aumentado de isquemia recorrente e se correlacionam com um número maior de eventos cerebrais.

As imagens do Doppler transcraniano são obtidas colocando-se uma sonda de baixa frequência na região do osso temporal. O exame também pode ser usado para avaliar a artéria oftálmica, e vistas através do forame magno podem ser usadas para avaliar o sistema arterial vertebrobasilar. As artérias cerebrais podem ser localizadas com base em medições de profundidade e imagens coloridas de fluxo.

Grau de Confiança do Doppler Transcraniano no AVC

A ultrassonografia com Doppler é uma excelente ferramenta para triagem do nível de estreitamento nas artérias cerebrais e identificação de sua gravidade.

Este método demonstrou ser um muito útil à beira do leito para avaliar o fluxo sanguíneo cerebral de forma não invasiva. Esta técnica é de particular valor para a detecção de vasoespasmo após hemorragia subaracnoidea, para avaliar a circulação cerebral na doença oclusiva das artérias carótidas e vertebrais, e mesmo para avaliar malformações vasculares.

A ultrassonografia transcraniana com Doppler intraoperatória permitiu aos médicos reduzir a taxa de complicações graves do procedimento de endarterectomia da artéria carótida, em casos de AVC tromboembólico, por meio da detecção de uma redução no fluxo da artéria cerebral média.

Como o exame de ultrassom é uma modalidade diagnóstica que dependente do operador, erros podem ocorrer com a técnica inadequada. Por este motivo, a realização do exame com um profissional de confiança é fundamental para um diagnóstico correto.

Dr Daniel Azevedo

Dr Daniel Azevedo em Neurologista SP
Neurologista membro titular da Academia Brasileira de Neurologia e pós-graduando do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo, no Laboratório de Neurossonologia do Hospital das Clínicas. Possui título de especialista em neurossonologia concedido pela World Federation of Neurology e pela Academia Brasileira de Neurologia. Atua principalmente nos seguintes temas: doenças cerebrovasculares, hemodinâmica encefálica e neurointensivismo
Dr Daniel Azevedo

Últimos posts por Dr Daniel Azevedo (exibir todos)