dieta-tdah
Dieta para TDAH
27 de julho de 2018
prevenir-enxaqueca
Como Prevenir Crises de Enxaqueca
10 de agosto de 2018

Sabemos que o diagnóstico de um problema de saúde só pode ser feito a partir de uma queixa do paciente ou de um check-up, que aponte alguma evidência laboratorial. E isto também é válido para as doenças neurológicas. Desta forma, o Check-up Neurológico vem se tornando um procedimento cada vez mais frequente na rotina das pessoas que desejam manter boa saúde e longevidade.

Neste artigo, vamos aprofundar mais o assunto, demonstrando quando e porque é necessário buscar o auxílio médico para detectar precocemente problemas neurológicos.

Em que Consiste o Check-up Neurológico

O check-up neurológico inclui uma série de procedimentos. Entre eles, está uma entrevista médica, onde o neurologista busca conhecer de forma detalhada o histórico do paciente e seus familiares.

O neurologista também faz um exame clínico e neurológico, geralmente em consultório, providenciando também testes cognitivos.

Eventualmente, são solicitados exames laboratoriais e de imagens (hemograma, ultrassom transcraniano, para verificar a circulação sanguínea cerebral, ou mesmo tomografia e ressonância magnética, para avaliar a estrutura cerebral).

Qual a Importância do Check-up Neurológico

Doenças, condições genéticas e maus hábitos, quando identificados e tratados precocemente, possuem menor risco de complicações.

Além disso, consultar um médico neurologista de confiança frequentemente, para realizar seu check-up, é uma oportunidade para reconhecer e até mesmo modificar alguns hábitos individuais que possam estar causando uma agressão neurológica.

Durante estes procedimentos de check-up, é possível detectar deficiências de memória, concentração e atenção. Os exames também ajudam a identificar a possibilidade de desenvolver doenças neurodegenerativas como o Alzheimer.

Dessa forma, podemos estabelecer abordagens terapêuticas que podem reduzir ou mesmo interromper a progressão destas patologias.

Check-up Neurológico na Prevenção de Doenças Silenciosas

Algumas doenças podem ter sua expressão facilitada, por um mecanismo conhecido como predisposição genética. Durante o check-up neurológico, buscamos identificar suas predisposições, para reduzir seu impacto no aparecimento das doenças.

O AVC, por exemplo, é uma ocorrência aguda e potencialmente grave que não ocorre por acaso. Ele é fruto de uma somatória de doenças, que podem ser consideradas silenciosas, como é o caso da hipertensão arterial, alterações do colesterol, diabetes, arritmias cardíacas ou acúmulo de gordura nos vasos sanguíneos.

O check-up neurológico ajuda a promover o controle adequado destes fatores de risco para o AVC, antes que ele ocorra.

Check-up Neurológico em Qualquer Idade

Um dos principais objetivos para se realizar frequentemente um check-up neurológico, mesmo quando se é jovem e não possui histórico de doenças neurodegenerativas na família, é encontrar meios para melhorar o acesso da pessoa à sua chamada reserva cognitiva, ou seja, a capacidade para que o cérebro possa encontrar novos caminhos para usar seus próprios recursos.

Estudos mostram que pessoas com maior reserva cognitiva contornam melhor as dificuldades que possuem para realizar determinadas tarefas. Uma reserva cognitiva mais robusta apresenta maior resistência à progressão das perdas neuronais, até mesmo em pacientes com doenças degenerativas.

O check-up neurológico pode ser um recurso para identificar o declínio cognitivo leve ou até sem sintomas que indiquem o risco de demência e Alzheimer. Quando houver um prejuízo mais acentuado da memória e de outras funções, são solicitados exames mais complexos, a fim de avaliar a condição neurológica do paciente, tornando possível a intervenção precoce, para retardar os sinais das doenças degenerativas.

Check-up Neurológico – Quando Realizar

Na maioria das vezes, nem mesmo as pessoas que apresentam algum tipo de sintoma buscam a avaliação mais apurada de um médico especialista. Somente em um caso de mal-estar, desfalecimento ou mesmo dor de cabeça intensa, elas acabam procurando o atendimento de um profissional especializado.

É importante lembrar que, nestes casos de urgência, o check-up não é o procedimento mais indicado. O paciente deverá procurar um pronto socorro para melhor atendimento.

A consciência de manter a regularidade nas práticas de vida saudável, incluindo a boa saúde neurológica e um acompanhamento especializado, pode prevenir ou até mesmo evitar o desenvolvimento de diversas doenças neurológicas.

O check-up neurológico pode ser feito de ano em ano, ou quando o paciente sentir necessidade, sempre com o objetivo de tentar prevenir patologias. Marque sua consulta e providencie o seu check-up.

Check-up Neurológico – Porque é Necessário
5 (100%) 1 voto
Dr Daniel Azevedo

Dr Daniel Azevedo

Neurologista membro titular da Academia Brasileira de Neurologia e pós-graduando do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo, no Laboratório de Neurossonologia do Hospital das Clínicas. Possui título de especialista em neurossonologia concedido pela World Federation of Neurology e pela Academia Brasileira de Neurologia. Atua principalmente nos seguintes temas: doenças cerebrovasculares, hemodinâmica encefálica e neurointensivismo
Dr Daniel Azevedo

Últimos posts por Dr Daniel Azevedo (exibir todos)