fbpx

Conheça os Diferentes Aspectos do Tratamento do TDAH

papel-do-doppler-transcraniano-no-avc
Conheça o Papel do Doppler Transcraniano no AVC
24 de maio de 2019
dificuldade-para-andar-idosos
Dificuldade para Andar em Idosos – Porque Acontece e Como Tratar
7 de junho de 2019

Se você ou seu filho foi diagnosticado com TDAH, você provavelmente está lidando com uma série de perguntas e preocupações – incluindo como lidar com o tratamento. O tratamento do TDAH é multidisciplinar, incluindo profissionais da área médica e de saúde mental.

Veja neste artigo mais informações sobre as opções terapêuticas para TDAH que existem e o que esperar delas.

Estratégias de Tratamento do TDAH

Embora o TDAH não possa ser “curado”, pessoas de todas as idades respondem bem a opções comuns de tratamento. Para as crianças, cujos cérebros ainda estão se desenvolvendo, a forma como elas respondem ao tratamento será diferente dos adultos. Mas com os apoios certos em um estágio inicial, o desenvolvimento da maioria das crianças progride aproximadamente no mesmo ritmo que seus colegas que não têm TDAH.

O tratamento do TDAH para pessoas de todas as idades deve ser abrangente. Para as crianças, isso geralmente requer a combinação de tratamentos farmacológicos e terapia ocupacional. Os adultos podem se beneficiar de uma combinação de medicação e terapia comportamental. Crianças e adultos também podem, às vezes, tentar tratamentos alternativos para ajudar a controlar os sintomas.

Tratamento Farmacológico

Existem várias categorias básicas de medicamentos usados ​​hoje para o TDAH:

Medicamentos Estimulantes

Estimulantes são os medicamentos mais comuns usados ​​para tratar o TDAH. Os estimulantes influenciam a dopamina, uma substância química no cérebro que ajuda a controlar a motivação, o movimento e as reações emocionais. Quando uma pessoa com TDAH faz uso de um medicamento estimulante, ela não precisará procurar estímulos externos e será capaz de se concentrar.

Medicamentos Não-Estimulantes

Enquanto os estimulantes são o “padrão ouro” para o TDAH, os medicamentos não estimulantes são uma opção alternativa para crianças e adultos com TDAH, para os quais os estimulantes não proporcionam um bom resultado.

Medicamentos não estimulantes ajudam a aumentar um neurotransmissor no cérebro chamado norepinefrina, que pode ajudar a controlar a atenção. Eles podem diminuir a pressão arterial e causar alguma sedação em algumas crianças. No entanto, os efeitos colaterais são geralmente muito leves. Ocasionalmente, podemos prescrever medicação para hipertensão ou antidepressivos.

Outras Opções de Tratamento do TDAH

Ao explorar tratamentos alternativos para o TDAH, uma combinação de opções proporciona um maior benefício. Confira a seguir as principais abordagens:

Terapia Ocupacional

A terapia ocupacional para crianças se concentra no neurodesenvolvimento e na gestão da conexão entre seu ambiente e seus próprios reflexos, com o que está acontecendo no cérebro e ao seu redor. Esta abordagem inclui atividades para fortalecer habilidades motoras finas (como segurar um lápis, pegar e soltar blocos e cortar com tesouras seguras para crianças), atividades para desenvolver habilidades motoras grossas (como arremessar uma bola) e atividades para regular o processamento sensorial (como girar e balançar).

Embora a terapia ocupacional não seja necessária para adultos, outras formas de terapia ou estratégias de saúde comportamental podem ser um componente importante da equação de tratamento.

Abordagens Holísticas

Existem muitas abordagens holísticas que podem ser usadas para crianças e adultos com TDAH.

A musicoterapia é uma excelente maneira de ajudar pessoas com TDAH. Nos termos mais simples, a organização inerente a uma peça de música fornece estrutura para crianças que têm dificuldade em regular seus caminhos cerebrais. A música também aumenta substâncias químicas no cérebro que ajudam na regulação, memória e motivação.

Suplementos Nutricionais

Suplementos com ômega 3 e vitamina D, assim como o uso de vitamina C, podem ser úteis.

Além disso, a prática de atividades físicas tem demonstrado um bom resultado nesses pacientes.

Viver com TDAH

As consequências que o TDAH provoca na vida do paciente podem fazê-lo se fechar e esconder o transtorno, o que pode atrasar ainda mais a melhora dos sintomas.

A medicação utilizada atualmente é muito eficaz, mas não é a única responsável pelo resultado do tratamento. Escolher um hobby, mudar a rotina e desenvolver disciplina para organizar suas atividades diárias são essenciais no tratamento do TDAH. E isso é possível com o apoio da terapia cognitiva comportamental.

Para termos sucesso no tratamento do TDAH, é importante que o paciente não esconda o transtorno dos amigos, familiares e colegas de trabalho. O apoio das pessoas próximas colabora bastante com a melhora dos sintomas.

Artigo publicado em: 08/06/2017.

Artigo atualizado em: 31/05/2019.

Dr Daniel Azevedo

Dr Daniel Azevedo em Neurologista SP
Neurologista membro titular da Academia Brasileira de Neurologia e pós-graduando do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo, no Laboratório de Neurossonologia do Hospital das Clínicas. Possui título de especialista em neurossonologia concedido pela World Federation of Neurology e pela Academia Brasileira de Neurologia. Atua principalmente nos seguintes temas: doenças cerebrovasculares, hemodinâmica encefálica e neurointensivismo
Dr Daniel Azevedo
Compartilhe