ultrassom transcraniano
Doppler Transcraniano – Você Conhece este Exame?
2 de maio de 2017

Aplicações do Doppler Transcraniano

No fim da década de 1980, descobertas na neurossonologia possibilitaram a avaliação da ecogenicidade das estruturas encefálicas profundas. O método diagnóstico de ultrassonografia transcraniana foi recebido com certo ceticismo pela comunidade científica internacional. Era difícil entender como uma técnica baseada em ondas de ultrassom poderia revelar anormalidades teciduais encefálicas. E isto sem a necessidade de aberturas cirúrgicas do crânio.

A eficácia da ultrassonografia transcraniana baseia-se no princípio de que alterações nas estruturas encefálicas causam modificações de sua ecogenicidade. E a ecogenicidade é o parâmetro analisado pelo método diagnóstico de ultrassom. Assim, este procedimento é sensível e confiável na detecção de diversas anormalidades encefálicas.

Veja a seguir algumas destas indicações:

Diagnóstico da Doença hipertensiva da gravidez

As complicações hemodinâmicas decorrentes da hipertensão arterial durante o período gestacional afetam todos os órgãos e tecidos maternos. Inclusive o sistema nervoso central.
Técnicas não invasivas como o Doppler transcraniano são fundamentais para diagnosticar a Doença hipertensiva da gravidez. Na realidade, o acesso à circulação cerebral de uma gestante é um desafio. Isto porque o uso de contraste e radiação, necessário em exames de imagens como a angioressonância e angiografia, não são indicados neste período.
Assim, com o ultrassom transcraniano, podemos estimar o risco de pré-eclâmpsia e eclâmpsia, estudando as alterações da hemodinâmica encefálica.

Diagnóstico da Doença de Parkinson

Sabemos que a ultrassonografia transcraniana é um método de diagnóstico não invasivo e de baixo custo. Este exame vem demonstrando muita utilidade no diagnóstico diferencial das síndromes parkinsonianas.
Em pacientes com a doença de Parkinson de origem idiopática, ou seja, surgida espontaneamente ou de causa desconhecida, a ultrassonografia transcraniana revela as alterações anatômicas degenerativas da substância negra mesencefálica, nos gânglios da base do cérebro.
Este exame também pode ser útil para o diagnóstico diferencial dos distúrbios de movimento, colaborando para o esclarecimento de alguns dos seus mecanismos fisiopatológicos.

Diagnóstico da Anemia Falciforme

A Anemia Falciforme é uma doença hereditária, caracterizada por alterações anatômicas nos glóbulos vermelhos do sangue, com principal consequência a falta de oxigenação celular.
Em pacientes com anemia falciforme, o risco de AVC é aumentado, principalmente o acidente vascular cerebral isquêmico, que por falta de oxigenação, causa a morte dos tecidos cerebrais, com graves sequelas neurológicas ou até mesmo a morte.
O Doppler Transcraniano é um método de diagnóstico não invasivo, com um bom custo-benefício no controle da doença, pois permite visualizar as artérias cerebrais, medindo a velocidade média do fluxo sanguíneo cerebral e determinando sua velocidade média, importante para avaliar o risco de AVC nesses pacientes.

Aplicações do Doppler Transcraniano

Leia mais sobre Doppler Transcraniano

Exame de Doppler Transcraniano

Tem Alguma Dúvida sobre: Aplicações do Doppler Transcraniano? Deixe nos comentários ou agende sua consulta.

Aplicações do Doppler Transcraniano
5 (100%) 412 votos
Dr Daniel Azevedo

Dr Daniel Azevedo

Neurologista membro titular da Academia Brasileira de Neurologia e pós-graduando do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo, no Laboratório de Neurossonologia do Hospital das Clínicas. Possui título de especialista em neurossonologia concedido pela World Federation of Neurology e pela Academia Brasileira de Neurologia. Atua principalmente nos seguintes temas: doenças cerebrovasculares, hemodinâmica encefálica e neurointensivismo
Dr Daniel Azevedo